Adoçantes: Quais os tipos, os mitos e as verdades

adoçantesSeguindo a mesma linha da matéria anterior, Dieta da água: Beba com moderação, hoje quero falar de um aliado das dietas, o adoçante. Existem vários prós e contras no uso desse produto, vários informações. Mas, o que é mito e verdade? Há alguns anos atrás eu assisti no programa Sem Censura, da apresentadora Leda Nagle, que o aspartame causava cegueira. Confesso que isso me apavorou. Lendo na revista Veja de 2009, os excesso que fazem mal à saúde, reencontro o adoçante. Na revista está escrito "Em estudos vemos que o consumo dessas substâncias fazem mal se utilizados em excesso, algo como um frasco por dia". Temos aqui alguns mitos e verdades sobre este produto:

É verdade que mulheres grávidas ou que querem engravidar não podem usar adoçantes? 


VERDADE. Mamães e futuras mamães, alerta geral. Um dos principais adoçantes utilizados, o Aspartame, é formado por dois aminoácidos (Ácido Aspártico e Fenilalanina), e isso pode causar malefícios na gestação. Um dos mais graves é a má formação cerebral do bebê.

Apenas os produtos diet possuem adoçantes? 

MITO. Os produtos light podem usar ou não adoçantes. Esse é um caso que merece maior atenção, principalmente os diabéticos que devem sempre ler detalhadamente as informações da composição dos produtos. Os diabéticos devem usar apenas produtos diet, os produtos light são para pessoas que buscam por alimentos menos calóricos ou com alguma substância reduzida.

Crianças não devem consumir adoçantes?

MITO. O crescente número de crianças obesas ou com sobrepeso pode justificar a substituição do açúcar por adoçantes. Crianças diabéticas também podem fazer uso do produto, sempre com orientação médica e nutricional adequada.

Adoçantes causam câncer? 

Parcialmente mito. Aqui entra novamente o uso em excesso. Embora nenhum estudo tenha comprovado tal relação entre o câncer e os adoçantes, vale lembrar que a grande maioria deles é feita de substâncias químicas e que podem possuir efeito tóxico sobre o nosso organismo e, então, aumentar os riscos de incidência de câncer.

A estévia é inofensiva à saúde? 

VERDADE. Apesar do sabor residual forte, é o adoçante mais recomendado por médicos e nutricionistas, por ser um adoçante natural e são anti-hipertensivas e que poderiam reduzir a glicemia em pacientes com diabetes tipo 2.

A sucralose não faz mal à saúde? 

VERDADE! A sucralose é o adoçante que possui sabor mais próximo do açúcar, já que é um derivado da cana. Ela é altamente estável em diferentes temperaturas e, de acordo com estudos realizados até o momento, não causa cáries.

Adoçantes podem ser consumidos por qualquer pessoa? 

Parcialmente verdade. Em geral, qualquer pessoa pode ingerir adoçantes, desde que respeite a quantidade máxima recomendada. O aspartame está contra-indicado para portadores de fenilcetonúria (defeito ou ausência da enzima fenilalanina hidroxilase), já que pode dar origem ao retardo mental. O problema é facilmente diagnosticado em recém-nascidos, através do chamado Teste do Pezinho.

Somente diabéticos devem consumir adoçante regularmente? 

MITO. Pessoas obesas ou com sobrepeso podem substituir o açúcar por adoçante, desde que respeitem a ingestão máxima recomendada. Além das bebidas, como café e sucos, é preciso levar em consideração a quantidade de adoçante contido em produtos industrializados diet ou light (que podem ter ou não adoçantes), como bolos, biscoitos, balas e refrigerantes. A estévia e sucralose são os adoçantes mais indicados para consumo diário, já que são menos propensos a causar qualquer tipo de dano ao organismo.

Adoçante engorda? 

Parcialmente mito. Ele possui pouquíssima caloria, mas como não supri a necessidade de doces, a pessoa pode consumir os produtos diets em excesso, e por consequência acabar engordando. Mas isso não está relacionado ao consumo do adoçante e sim no consumo dos produtos, que além de adoçante, possuem gorduras.

Posso abusar do adoçante?

MITO. Como para qualquer coisa, o uso abusivo pode causar riscos a sua saúde. O ideal é saber o quanto utilizar de adoçante por dia (isso é um cálculo muito pessoal). Na lista abaixo você pode ver o quanto de cada tipo de adoçante é recomendado ao dia:

  • Ciclamato: 11 mg x peso corporal
  • Aspartame: 40 mg x peso corporal
  • Acesulfame K: 15 mg x peso corporal
  • Sacarina: 5 mg x peso corporal
  • Sucralose: 15 mg x peso corporal
Veja na tabela abaixo outras informações (clique na imagem para aumentar):