10 perguntas sobre anticoncepcional que você deve fazer ao ginecologista

A pílula é uma grande aliada ou uma terrível vilã? Essa é uma pergunta recorrente no universo feminino. Ainda mais quando se lê notícias de grande repercussão afirmando que mortes foram causadas pelo uso de pílulas anticoncepcionais. A preocupação com a saúde é perfeitamente natural. No entanto a divulgação de informações equivocadas pode levar à criação de mitos sobre o assunto. Por exemplo: é correto afirmar que o uso da pílula pode causar câncer e trombose? Ou que ela engorda e diminuí a libido? A melhor forma de descobrir é tirar todas as dúvidas com o ginecologista, num papo aberto e sem tabus.
anticoncepcional
Para responder 10 perguntas que devem feitas nos consultórios sobre a pílula anticoncepcional, entrevistamos o Dr. José Bento, ginecologista e obstetra dos hospitais Albert Einstein e São Luís. "A primeira consulta nem sempre é fácil, mas é necessária", afirma o Dr. E em seguida dá algumas dicas: "O primeiro exame poderá ser embaraçoso, mas logo a mulher irá adquirir confiança no profissional irá examiná-la. É importante que ela tente escolher um médico que esclareça as suas dúvidas e temores".

Depois que comecei a usar o anticoncepcional minha vida sexual ficou prejudicada. Por que isso acontece?
A grande maioria dos anticoncepcionais mantém uma dose constante de hormônios, principalmente da progesterona e isso pode levar a diminuição da libido feminina. Apesar disso o ginecologista nos alerta que este é um fator mais psicológico do que físico: "nem toda mulher tem isso, já que a libido é multifatorial, ou seja, o componente emocional influencia bastante".

Sofro com acne, a pílula anticoncepcional pode me ajudar? Existe alguma no mercado que possa melhorar a minha pele?
Nesse caso, o Dr. José Bento evidência a necessidade da mulher buscar ajuda médica, pois somente um profissional capacitado poderá receitar o medicamento ideal. "No mercado existem pílulas capazes de melhorar a pele da mulher e pílulas específicas para a mulher com acne. Então, é importante que ela converse com um médico sobre o método anticoncepcional ou pílula mais indicado para ela", afirma o médico.

Tomar pílula pode me ajudar com a minha TPM ou com as cólicas?
Segundo o ginecologista a resposta para esta questão é "Sim, geralmente as pílulas de novas gerações podem melhorar os sintomas da TPM e cólica, porém, somente um médico pode indicar qual a melhor pílula para cada tipo de organismo".
Qual é o melhor horário para tomar o anticoncepcional? Existe horário específico?
Tem mulheres que optam por tomar pela manhã, outras escolhem o horário da noite, mas será que a eficácia é a mesma? Segundo o ginecologista à noite é o melhor horário, por diversos motivos. "A noite é a melhor hora para tomar, pois é mais difícil de esquecer e, quando absorver aquele conteúdo hormonal pelo estômago, a mulher estará dormindo e, portanto, terá menos chances de efeito colateral".

Tomei o último anticoncepcional do ciclo ontem e hoje já tive relações sexuais, estou correndo o risco de engravidar? Eu fico protegida mesmo durante o intervalo?
As dosagens do hormônio são as ideais para a proteção mensal, tomando a pílula diariamente e no mesmo horário a mulher estará sempre protegida, inclusive durante a pausa do remédio. "A partir do momento em que a mulher iniciou o uso da pílula, ela está protegida contra a gravidez", informa o Dr. José Bento. E complementa: "mas é importante lembrar que é necessário utilizar outros métodos anticoncepcionais (preservativo) para prevenir doenças sexualmente transmissíveis".

Tomo anticoncepcional durante anos. Vou parar de tomar a pílula durante um tempo para o organismo descansar?
Segundo o Dr. José Bento, embora este seja um pensamento bastante comum entre as mulheres, não existe fundamento. " A partir do momento que encontrou a pílula ideal para o seu organismo, não é necessário parar após muito tempo de uso. É importante ressaltar que a pílula preserva o organismo e a fertilidade da mulher".

Estou com ovários policísticos, devo parar com o anticoncepcional?
Esta síndrome é uma das causas da infertilidade feminina, além de causar acne e aumento de peso. É importante consultar o ginecologista nesse caso. "Consulte seu médico para saber sobre as opções de tratamento. A pílula, por exemplo é uma importante arma no tratamento da SOP", alerta o ginecologista.

Estou engordando muito, a culpa é do anticoncepcional?
É comum para as mulheres procurarem um "vilão" quando engordam, mas segundo o ginecologista o anticoncepcional deve ser descartado desta lista dos inimigos da balança: "Em alguns organismos, as pílulas podem causar uma pequena retenção de líquido, em torno de um quilo, que deve desaparecer dentro de 3 meses de uso".

Esqueci de tomar a pílula um dia. Posso engravidar?
Segundo o ginecologista, a pílula deve ser tomada todos os dias, sempre no mesmo horário. Se houver o esquecimento, pode ser administrada até 12 horas após o horário habitual. "Se a mulher muda o horário, já compromete a proteção. Em caso de esquecimento, utilize outros métodos contraceptivos como a camisinha".

O anticoncepcional oral pode causar câncer? Posso ficar estéril com o uso prolongado?
De acordo com o Dr. José Bento os benefícios da pílula anticoncepcional superam seus riscos: "A pílula anticoncepcional preserva a fertilidade da mulher e diminui os riscos de desenvolver endometriose, cisto no ovário e o aparecimento de mioma e pólipo uterino", informa o ginecologista. E complementa "para prevenir contra o câncer ginecológico, as mulheres devem fazer o Papanicolau. Este exame traz grandes benefícios às mulheres, pois previne o câncer de colo de útero, responsável por muitas mortes no passado". Um dos piores prejuízos a saúde da mulher seria a trombose que o ginecologista afirma ser um evento raro. "O risco de desenvolvimento em mulheres é cerca de seis vezes maior quando ela está grávida do que quando ela utiliza a pílula anticoncepcional".