Solidariedade acima de tudo - Sete ONGs que merecem aplausos

Quando falamos em solidariedade muitas pessoas não levam á sério. Acham que é apenas uma forma de arrancar o dinheiro do povo. Mas aos desentendidos vai a mensagem: "Faça o bem sem ver a quem", é assim que agem as pessoas realmente solidárias.

Todas as ONGs, instituições ou associações que ajudam e cuidam de minorias esquecidas por governantes e pelas demais pessoas da sociedade são merecedoras de nossos aplausos.

São pessoas como qualquer um de nós, que dedicam algumas horas do seu dia ou sua vida toda em prol de algo maior: a solidariedade e o amor ao próximo. Podem se dedicar a pessoas, animais ou a natureza, o que realmente importa é que estão fazendo a sua parte e bem feita. Assim, selecionamos 7 instituições que devemos aplaudir de pé.

Casa o menino Jesus de Praga - Porto Alegre/ RS
Objetivo: "Prestar assistência social filantrópica a crianças de famílias pobres e desestruturadas, com lesão cerebral profunda e deficiência motora permanente", relata o sr. Daltro Antonio Franceschette, presidente da instituição.
Gravidade do problema: Falta de recursos materiais pelos órgãos governamentais.
Maior dificuldade enfrentada? Conseguir doações em espécie, medicamentos, correlatos, alimentos e outros, para a manutenção da entidade.
Como é possivel ajudar? Você pode ajudar fazendo doação de materiais de construção para nova sede, dinheiro, medicamentos e alimentos ou sendo um voluntário.

Turma do bem - Vila Mariana/SP
Objetivo: Dar a oportunidade das pessoas sorrirem novamente. Tem diversos projetos, tais como: Dentista do Bem (cuida de crianças em idade escolar e adolescentes), Apolônias do Bem (mulheres que foram agredidas pelos companheiros e perderam os dentes), Assistente do Bem (curso para assistentes de dentista), entre outros.
Gravidade do problema: Cerca de 80% dos brasileiros sofrem com cáries.
Maior dificuldade enfrentada? Principalmente no projeto Apolônias do bem há uma certa resistência das mulheres em "sorrir de novo".
Como é possível ajudar? Doações via depósito bancário e a participação de mais dentistas no projeto Dentista do bem.

Gol de letra - Caju/RJ
Objetivo: "Contribuir para a formação educacional e cultural de crianças e jovens para que possam atuar com autonomia na transformação de suas realidades", afirma o assessor de imprensa Saulo Campos.
Gravidade do problema: Existem muitas crianças e adolescentes em situação de risco e socialmente vulneráveis.
Maior dificuldade enfrentada? O maior desafio de instituição é a captação de recursos.
Como é possivel ajudar? A instituição aceita e precisa de diversas formas de ajuda, alguns exemplos são: Parceiro Mantenedor, Parceiro Institucional, Campanha de Mobilização, entre outros.

Suipa - Rio de Janeiro/RJ
Objetivo: "A SUIPA não é uma ONG, mas sim uma Associação civil particular sem fins lucrativos, que luta pelo respeito aos animais não humanos", afirma a diretora Izabel Cristina Nascimento.
Gravidade do problema: O abandono de animais por seres humanos irresponsáveis.
Maior dificuldade enfrentada? A superpopulação abrigada tendo como consequência despesas constantes.
Como é possível ajudar? Se cadastrando pelo site ou telefone para contribuir mensalmente.

Orvam (ONG Os Ribeirinhos Vítimas de Acidente de Motor) - Belém/PA
Objetivo: "Estimular a vítima de acidente de motor (escalpelados), ao recomeço de suas vidas, trabalhando a autoestima, preconceito e a promoção da integração ao mercado de trabalho" afirma a presidente Maria Cristina de Jesus dos Santos
Gravidade do problema: Falta de divulgação e de sensibilidade; existem muitos barcos com o eixo descoberto ainda. Embora existam muitas vítimas parece que as pessoas não se preocupam com o escalpelamento.
Maior dificuldade enfrentada? Falta de recurso para que possam colocar em prática os projetos.
Como é possivel ajudar? Existem diversas formas, basta entrar em contato com a ONG e ver qual se encaixa com suas habilidades.

Beco da Esperança - Curitiba/ PR
Objetivo: "Nós não somos uma ONG, só um grupo de proteção animal, resgatamos animais em situação de risco, castramos, tratamos quando doentes e encaminhamos para adoção", afirma a administradora Helena Lemos.
Gravidade do problema: A falta de responsabilidade das pessoas que não castram seus animais e abandonam nas ruas os filhotes.
Maior dificuldade enfrentada? A maior dificuldade do grupo é a falta de espaço físico. São cerca de 300 gatos e 70 cães, num espaço limitado.
Como é possível ajudar? Doações de ração, dinheiro para castração, lar temporário para mães e filhotes felinos, doação de roupas, calçados, acessórios que eles vendem no bazar todo sábado.

Gente buscando gente- Governador Valadares/MG
Objetivo: Auxiliar as famílias que têm algum familiar desaparecido.
Gravidade do problema: Todos os anos, milhares de pessoas desaparecem no Brasil. Cerca de 40 mil são crianças e adolescentes.
Maior dificuldade enfrentada? Envolver mais pessoas nessa causa.
Como é possível ajudar? Doações em dinheiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Abacaxi com mel para gripe, tosse e pneumonia

Os 10 blogueiros mais famosos do Brasil

Como tirar manchas de caneta de calça jeans?