Medos na infância, ajude o seu filho


As crianças sentem diversos medos, mas como ajudá-las a se livrar deles? Minha pequena, que hoje está com 9 anos, até dois anos atrás não ia até a cozinha á noite sozinha. Um medo sem sentido e sem explicação. Ela tem uma imaginação muito fértil, o que colaborava para o medo aumentar. Dizia que via vultos e pessoas. Do dia pra noite ela perdeu este pavor, não assim tão fácil, mas toda fez que ela dizia que estava vendo alguma coisa eu ia junto e mostrava a ela que não havia nada lá. Assim ela foi criando confiança e hoje anda por toda casa nos escuro nos pregando peças.

Se você tem um pequeno que também sofre com medos temos algumas dicas de como você pode ajudá-lo, lembre-se que em cada fase ou idade a criança pode ter um tipo de medo, isso faz parte do desenvolvimento dela e têm relação com a personalidade dela, a dos pais, entre outros fatores.

criança com medo


Vamos ver alguns medos e como nós podemos ajudar nossos filhotes enfrentá-los:

Bebês com até 7 meses 

Você acha que eles estão protegidos e não sentem medos, ledo engano. Eles tem medo de barulhos inesperados e luzes fortes.
Como ajudar: Nessa idade você deve evitar que seu filho tenha contato com qualquer estímulo intenso. Uma boa forma é fazer com que o bebê se acostume com a luz e som diferentes aos poucos.

De 7 meses a 1 ano e meio 

Você que ele reage mal quando você sai do campo de visão, isso é medo. Eles "estranham" ambientes novos, pessoas que não tem muito contato e até objetos novos.
Como ajudar: As pessoas que o bebê tem mais contato (o pai, a mãe ou o cuidador) devem estar sempre junto dele em situação novas, como uma visita, um presente ou um passeio.

De 1 ano e meio a 3 anos

Do escuro, de pessoas com máscaras ou fantasias, de ficar sozinho.
Como ajudar: Ao encontrar alguém fantasiado, aproxime-se devagar e mostre que é apenas uma roupa diferente. Se ele não gostar, não force.

De 3 a 5 anos

De monstros, fantasmas, da escuridão, de animais, chuva, trovão, de se perder.
Como ajudar: Respeite a criança, permitindo que se expresse, e explique que nada lhe acontecerá de mal. Quanto ao medo de se perder, faça-a decorar o nome inteiro e o telefone de casa e a ensine a pedir ajuda. Ela se sentirá mais segura.

A partir  dos 5 anos

De ser deixado na escola, de bandido, de personagens de terror.
Como ajudar: Insegurança melhora com diálogo. Se o medo for de bandido, reforce, por exemplo, a importância de ficar perto de adultos conhecidos. Para a criança se sentir segura, diga que alguém sempre estará cuidando dela na escola.

A partir  dos 6 anos

Da própria morte e da dos pais, pois já a entende como algo irreversível; de ser criticado.
Como ajudar: Se houver perguntas sobre morte, não invente histórias absurdas, diga a verdade de forma delicada. E quanto às críticas: explique que elas nos ajudam a melhorar.

FonteRevista Crescer

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Abacaxi com mel para gripe, tosse e pneumonia

Os 10 blogueiros mais famosos do Brasil

Como tirar manchas de caneta de calça jeans?