Obesidade: A epidemia mundial

balançaTodo excesso de peso em relação com a estatura e a compleição é considerado obesidade. A conveniência de manter-se dentro dos limites desejáveis não obedece apenas a motivos estéticos, mas a imperiosas razões de saúde. As pessoas obesas correm um risco maior de sofrer de pressão arterial alta, problemas de circulação e da vesícula biliar, diabetes, gota e doenças do coração.


Podem ainda viver menos do que as pessoas que têm peso normal, e o peso excessivo pode afetar articulações, provocando osteoartrite, em particular nos joelhos e nos quadris. A obesidade resulta da ingestão de maior quantidade de alimentos do que a necessária para o organismo transformar em energia. O excesso é armazenado sob a forma de gordura. Embora seja uma doença liga a anos de alimentação desregrada e exageros muita criança sofre também com a obesidade. A obesidade infantil é uma epidemia e deve ser tratada com tal.

A maioria dos médicos aconselhará as pessoas obesas a emagrecer fazendo uma dieta equilibrada em proporções moderadas. Normalmente não serão prescritas drogas para perder peso, pois elas podem produzir dependência e efeitos colaterais perigosos. O exercício físico constitui outra maneira eficaz de perder peso ou de mantê-lo normal.

Mas existem métodos naturais e alternativos para acelerar este processo, conheça alguns:

Terapia
É um tratamento individual e de grande importância, nele podemos analisar quais fatores prejudicam o nosso emagrecimento e qual é a origem do problema. Acredita-se que as diferenças no ritmo do metabolismo sejam em grande parte responsáveis, mas as pressões emocionais, psicológicas e sociais também devem ser aliadas. De um modo geral, uma dieta drástica não é aconselhável como solução para a obesidade, pois pode levar mais tarde à recuperação de peso, já que o rito do metabolismo torna-se ainda mais lento.

Terapia pela dança
A terapia não se dirigirá diretamente à redução de peso (apesar de poder contribuir para ela) mas pretenderá ajudar a compreender a forma pela qual seu corpo exprime, permitindo-lhe descobrir e refletir sobre sentimentos que tenham a ver com seu problema de peso. Com alternativa, pode-se ensiná-la a aceitar o peso e a figura física e a manter uma relação mais harmoniosa com o seu próprio corpo.



Acupuntura
O tratamento dedica-se à redução do apetite excessivo que é o resultado do enfraquecimento do sistema de estômago e baço. Destina-se também a restabelecer o fluxo de "energia" ao longo do meridiano do baço e do estômago. Podem ser tratados pontos situados sobre os meridianos do estômago, baço, coração e pulmões. Tratar pontos situados nas orelhas costuma contribuir para travar os desejos de comer. A moxabustão também pode ser indicada.

Tai-chi Chuan
Após um determinado período de tempo, os exercícios deverão levar ao emagrecimento do corpo. A utilização cotidiana dos princípios de equilíbrio  criatividade e harmonia Tai-chi's deverá ainda reduzir a necessidade de comer em excesso, produzindo sentimentos de bem-estar geral.