Brasil: "Eu NÃO mereço ser estuprada"

Uma pesquisa do IPEA se mostrou muito preocupante e fez com que mulheres e homens se manifestassem em redes sociais: 66% dos entrevistados dessa pesquisa disse que as mulheres que andam com roupas curtas merecem ser estupradas.

NÃO mereço ser estuprada

Vendo os dados da pesquisa (na tabela abaixo) vemos um Brasil confuso. Enquanto 66% das pessoas aceitam que as mulheres devem ser atacadas por usar roupas curtas, mais de 80% dos mesmos entrevistados desejam que maridos agressores sejam presos e mais de 80% discordam que mulheres atacadas devem apanhar quietas apenas para não prejudicar os filhos. Segundo reportagem na Veja a pesquisa é um tanto enganosa (confira na imagem abaixo).

Eu já presenciei mulheres falando de outras mulheres por usarem roupas curtas ou por não se "comportarem" bem, chamando-as de nomes pejorativos e até mesmo falando frases do tipo: "Ficam se exibindo, depois não querem".


Mas é difícil acreditar num Brasil tão machista e preconceituoso em que as mesmas mulheres que sustentam seus lares, criam seus filhos e pagam suas contas, não tem o direito de usar um vestido decotado, uma mini saia, pois os homens vão se sentir no direito de violentá-las ou atacá-las.

NÃO mereço ser estuprada

Este assunto está interligado os "homens" que abusam das mulheres nos ônibus e metrôs das grandes metrópoles. São estupradores, agressores, não merecem perdão e nós, mulheres  devemos exigir nossos direitos sempre. Disque 100 contra a violência doméstica, chame a polícia, exija os seus direitos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Abacaxi com mel para gripe, tosse e pneumonia

Os 10 blogueiros mais famosos do Brasil

Como tirar manchas de caneta de calça jeans?