Headhunter ou Coach: Como esses especialistas podem alavancar a sua carreira

Para ter sucesso profissional nem sempre basta trabalhar arduamente e se especializar fazendo cursos, às vezes é preciso de sorte ou de impulso para que o profissional alavanque na carreira. No mercado de trabalho existem dois especialistas que podem transformar a vida das pessoas em profissionais de sucesso: o Headhunter e o Coach. Ambos se diferem entre si, e são essenciais para uma boa colocação e evolução na carreira. Mas o que cada um desses profissionais faz exatamente? Como posso utilizar os seus serviços? Para responder essas questões conversamos com um especialista em cada profissão: a coach Mariella Galllo e headhunter Fábio Nunes, sócio da PROFF Gente & Gestão.


Headhunter é o profissional qualificado para interpretar a real necessidade do "Recurso Humano" de uma empresa, não somente pelo aspecto técnico do profissional, mas também pelo comportamental. Ele está em busca de executivos para colocá-los no mercado de trabalho. Em outras palavras, vai buscar o profissional talentoso para colocar em uma posição específica em uma determinada empresa.

"O headhunter sempre trabalha para as empresas", diz Fábio Nunes e complementa "como o papel do headhunter é atender a empresa, ele interpreta qual o melhor profissional para uma posição específica. Já o papel do coach é exatamente o contrário, ele trabalha para o candidato e não para a empresa".

"Coaching é um processo de desenvolvimento humano conduzido por um profissional, o coach, que ajuda as pessoas a chegarem a uma meta pessoal ou profissional. O indivíduo que participa do processo de coaching com ele é chamado coachee", explica Mariella Galllo. "O coach pode atuar em um projeto pessoal, o coaching life; ou em projetos profissionais como o coaching profissional, empresarial, de carreira ou executivo", complementa a profissional.

Diferente do Headhunter, o coach atende tanto pessoas físicas, como jurídicas. "No Brasil, o coaching tomou uma conotação equivocada voltada apenas para o atendimento de pessoas jurídicas. Eram empresas que contratavam coaches para atender profissionais de elevados cargos hierárquicos como presidentes e diretores", relata Mariella Galllo.

Mas como um executivo chama a atenção de um Headhunter? Segundo Fábio Nunes não há uma fórmula secreta para isso: "esse é o ponto mais complexo dessa relação candidato x headhunter! O que chama a atenção do headhunter é a aderência do perfil do profissional ou que foi demandado pelo cliente. Mas de uma forma geral, o headhunter tem preferência por candidatos mais motivados em participar de processos e que buscam contatos frequentes. Sendo assim, atrai a atenção do especialista aquele candidato que mantém contato periódico".

E os comportamentos dos profissionais, como devem ser? Redes sociais ajudam ou atrapalham? Para o headhunter Fábio Nunes "não existe um padrão comportamental nesse ponto. Isso depende muito da senioridade do profissional e da linha de atuação do mesmo. Profissionais de Finanças tendem a ser mais formais do que profissionais que trabalham com Marketing, e isso se reflete diretamente no perfil das redes sociais, sem comprometer avaliações em ambos os casos". E arremata: "O que vale mesmo é o velho conselho que recebemos desde o primeiro estágio: bom senso".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Abacaxi com mel para gripe, tosse e pneumonia

Os 10 blogueiros mais famosos do Brasil

Como tirar manchas de caneta de calça jeans?