Equilíbrio entre vida pessoal e carreira é o maior desafio das mães modernas

Com a mudança de costumes e crenças, ser mãe atualmente significa lidar com muitas situações que as genitoras do passado não enfrentavam.  Cada vez mais multifunção, a mulher de hoje é mãe, profissional e ainda cuida de sua beleza e aparência. O desafio é atuar em tantas frentes e ter diversas responsabilidades, o que, por vezes, sobrecarrega e traz dificuldades.


mães modernas
O primeiro desafio da mãe moderna é lidar com o sentimento de culpa. A divisão entre a maternidade e vida de profissional, executiva ou empreendedora faz com que ela se sinta incompleta em alguma das funções que exerce. No entanto, isso ocorre porque se preocupa mais com a técnica do que com a relação. Ser mãe não é um emprego, é uma relação que precisa ser aprendida. Por exemplo: não é importante entender quantas mamadas oferecer ao próprio filho, mas sim quando e qual é o melhor momento.

O segundo é a falta de tempo devido à rotina corrida. A mulher busca ter mais flexibilidade no dia a dia e procura o equilíbrio. Muitas mulheres que têm filhos não podem contar com o auxílio de mãe, sogra ou outros familiares. A melhor maneira de lidar com tudo isso é aliviando a pressão sobre si: aceite conciliar ser mãe e profissional, tenha pessoas confiáveis para ajudar com as crianças, organize sua rotina e valorize os momentos que têm com seu filho, mesmo que sejam poucos. Invista na qualidade e não na quantidade.

Administrar o tempo é fundamental para conciliar a vida de mãe e profissional. Pensamos constantemente no tempo que temos à disposição, porque temos muitos assuntos para resolver. A questão aqui é diferenciar o que é realmente importante do que é urgente, estabelecendo prioridades e delegando quando for preciso. Uma forma prática de fazer isso é organizar o seu dia em blocos.

Por fim, é essencial que delegue funções quando se sentir sobrecarregada. Peça auxílio às pessoas próximas ou a seu companheiro. Para muitas mulheres, incumbir uma tarefa a alguém é desafiador, pois significa permitir que o outro faça algo de que não damos conta. Se não delegamos, nos cansamos demais e reclamamos.

Então, para que sua empresa ou carreira cresça e sua vida pessoal seja mais feliz, delegue: as tarefas de casa, as da empresa que não precisam diretamente de você, as da escola de seus filhos que são responsabilidade dela, etc.
Lembre-se: você não é a Mulher Maravilha. Não queira acumular todo o trabalho para si, pois, se não conseguir, se sentirá frustrada.

*  Bibianna Teodori é Executive e Master Coach, idealizadora e fundadora da Positive Transformation Coaching. Autora do livro “Coaching para pais e mães – Saiba como fazer a diferença no desenvolvimento de seus filhos” e coautora de "Coaching na Prática - Como o Coaching pode contribuir em todas as áreas da sua vida”.