Couve: a folha milagrosa que cura mais de 20 doenças

As pessoas que sofrem com anemia e com fibromialgia já conhecem as qualidades e os benefícios da couve. Aquela folha verde, meio sem graça, pode ser a salvação dos seus problemas, pois ela não trata apenas as doenças descritas acima, mas também faz bem para diversas enfermidades, tais como prisão de ventre, a fraqueza da vista, os tremores dos membros e o ataque de gota. Suas sementes acalmam as cólicas em geral.

suco de couve


Embora não seja muito nutritiva a couve possui alguns princípios ativos muito importantes e essenciais para o nosso dia a dia, são eles: Cálcio, cobre, ferro, flúor, fósforo, iodo, minerais, potássio, vitaminas A, B, C. As propriedades medicinais são: Anti-helmíntica, antirreumática, aperiente (incita o apetite), contra tosse (béquica), cicatrizante, condicionante, estimulante, expectorante, fortalecedora.

Além de todos atributos acima, ela ainda é de fácil digestão e possui baix
íssima quantidade de sódio e pouquíssimas calorias (uma xícara de chá tem apenas 36 calorias e zero de gordura). Possui também fibras que auxiliam na dieta promovendo a digestão regular, previne a constipação e reduz o açúcar no sangue.

As principais indicações são: Acalmar cólicas (sementes), artrite, bronquite (ajudar), asma, catarros, cicatrizar úlcera gástrica e duodenal, desinfetar o intestino, diminuir desejo por bebidas alcoólicas, doenças inflamatórias da pele, dores (ciáticas, reumáticas, nevrálgicas, de gota), estimular o apetite, febre, fortificar crianças em fase de crescimento, gota, prisão de ventre, reumatismo, seborreia do couro cabeludo, tosse, vermes. Confira mais alguns benefícios da couve:


  • Ajuda a regular o funcionamento do metabolismo;
  • Aumenta a disposição;
  • Reduz o inchaço e melhora a textura da pele;
  • Possui ação anti-inflamatória e cicatrizante;
  • Auxilia na fixação de cálcio nos ossos;
  • Combate a anemia;
  • Ajuda a diminuir o colesterol ruim;
  • Auxílio no tratamento de gastrite e úlcera;
  • Facilita a digestão;
  • Auxilia no bom funcionamento do trato intestinal;
  • É indicado no tratamento de casos de cálculos e inflamações renais.

Podemos aproveitar as folhas, os talos e as sementes para fazer comida, sucos e saladas. Devemos usar a couve ainda frescas e muito bem lavadas. O melhor modo de consumir a couve é in natura, podendo ser em saladas ou sucos, mas não devemos descartar outros modos como: frita ou refogada com alho e óleo, sopas, em farofas, recheios de omeletes, lasanhas e panquecas, “charutinhos”, recheados com arroz cozido, legumes, frango desfiado ou carne moída, talos no preparo de sopas, junto com feijão ou caldos; caldo verde; sucos refrescantes, com suco de limão e açúcar.

Aparelho Digestivo
Para as doenças do estômago faça o suco das folhas ou do caule da couve. Tome uma xícara quatro vezes ao dia. Em jejum este suco das folhas aliviam os incômodos da úlcera no estômago e do duodeno. Além de abrandar hemorroidas e diminuir o desejo de bebidas em alcoólatras.

Para acabar com o alcoolismo crônico existe uma receita “milagrosa”: retire os cabinhos de 5 folhas, fatie bem esses cabinhos e coloque em 1 xícara de chá de álcool de cereais a 50%. Deixe em maceração por 5 dias e coe. Tome 1 colher de sobremesa, diluído em um pouco de água, 3 vezes ao dia. Dizem os “especialistas” que é tiro e queda.

Além do suco, a salada de couve crua também é uma grande aliada na cura de úlceras estomacais e duodenais. Ela alivia a acidez estomacal e faz o intestino preguiçoso trabalhar. A receita é fácil: basta lavar bem 1 punhado de folhas, retire a nervura mediana e fatie. Coma antes das refeições, regadas com azeite, durante 3 ou 4 semanas. Um problema que as mães conhecem muito bem são as verminoses, pois saibam que até para elas temos uma receitinha: faça um suco com as sementes de couve.

Aparelho respiratório
Nessa entrada de inverno é muito comum os problemas no aparelho respiratório. Assim como o xarope de abacaxi com mel, o suco das folhas ou do caule também ajudam a curar e amenizar sintomas de gripes, tosse, asma, catarros e doenças no ouvido. A receita é simples: faça um suco com uma folha de couve e tome uma xícara quatro vezes ao dia.

Quando a situação está um pouco mais complicada e a tosse vem acompanhada de  rouquidão e bronquite faça uma infusão com uma folha de couve em 150 ml de leite de vaca leite e adoçado com mel. Para tosse e dor na garganta leia também: Mel com abacaxi: santo remédio contra a tosse e a gripe.

Pele
Graças ao seu efeito cicatrizante, macerar uma folha de couve com uma colher das de café de ácido bórico e usar como compressa para alivia as ulcerações na pele. Também podemos utilizar uma folha amassada sobre feridas. Para outras afecções da pele, dermatoses, pruridos e eczemas esmague num pilão 3 colheres de sopa de folhas fatiadas, 1 colher de sopa de suco de limão e 1 xícara de chá de água. Amasse bem e coe em um pano, espremendo o resíduo. Faça compressas nas partes afetadas, com algodão embebido nesse líquido, 2 ou 3 vezes ao dia.

Dores no corpo
A couve é muito boa para dores no corpo, provenientes de diversas doenças, tais como: fibromialgia, reumatismo, úlceras varicosas, gota, artrite, dor ciática, nevralgias em geral e dor de cabeça, etc. Além de tomar o suco das folhas 3 vezes ao dia, podemos ainda fazer compressas sobre a área afetada. A receita é a seguinte: Sobre uma panela com água em fervura, coloque uma peneira, de modo que a mesma não toque na água e sobre a peneira um pano e 1 punhado de folhas fatiadas. Manter em fervura até as folhas absorverem os vapores quentes. Ainda morno, aplique o pano com as folhas nas partes afetadas e cubra com um outro pano. Deixe agir por 2 horas ou durante a noite toda.